segunda-feira, 20 de outubro de 2008

What Can I Do When Everything's on Fire?



David Kipen, director das Literature and National Reading Initiatives, do National Endowment for the Arts, põe o dedo na ferida e revela que apenas 3% dos livros publicados nos Estados Unidos correspondem a obras traduzidas. Kipen avança, então, com uma lista dos seus autores estrangeiros preferidos, que inclui o "Que farei quando tudo arde?" do nosso António Lobo Antunes. Embora os americanos não padeçam da angústia existencial cultural francesa, que Christopher Caldwell relatava no FT deste fim-de-semana, a propósito do, para mim, desconhecido Le Clézio, o título do livro de António Lobo Antunes, roubado a Sá de Miranda, serve para manifestarmos o nosso apoio público ao candidato OBAMA, mesmo na semana em que ficámos a saber que este se prepara para ultrapassar a barreira dos 600 milhões de euros , um montante que quase iguala tudo aquilo que, em 2004, os dois candidatos de então, em conjunto, conseguiram angariar.

Para grandes males, grandes remédios?
Publicada por Rui Hermenegildo à(s) 21:49 |  

0 comentários:

Subscrever: Enviar comentários (Atom)

ShareThis

Acerca de mim

name: Rui Hermenegildo

info: O Domínio dos Deuses, um blogue sobre condomínios

Ver o meu perfil completo